Política Institucional

Fim do processo eleitoral comprova: esquerda recuou e o fundamentalismo religioso ganhou força

Neste domingo (30 de outubro), 57 cidades do país foram para o segundo turno, e envolveram certa de 32,9 milhões de eleitores segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O único partido de esquerda a conquistar um pleito foi o PCdoB em Aracaju. O PT e o PSOL não tiveram vitória em nenhuma das cidades em

Diálogos Feministas debaterá o tema da Violência entre diferentes gerações feministas

O Diálogo acontecerá através de fóruns de discussão em nossa Plataforma de Formação Feminista (Moodle) e está previsto para iniciar dia 31/10, com duração máxima de 40 dias. Teremos como pano de fundo dois elementos centrais: – De um lado, os desafios postos pelo contexto atual – de um governo golpista, de desmonte das políticas

Trilhas Feministas na Gestão Pública: nova edição do curso virtual sobre políticas públicas

Curso gratuito e totalmente online! Em meio a uma conjuntura em que os direitos humanos e as políticas públicas que os efetivam vivem grandes ameaças e enfrentam retrocessos no Brasil, nada mais oportuno e desafiante do que aprofundar o debate sobre as políticas públicas para as mulheres. É neste contexto que Universidade Livre Feminista abre

[INESC] PPA da crise: bonito no papel, inviável na prática

No artigo “PPA da crise: bonito no papel, inviável na prática”, Carmela Zigoni, assessora política do Inesc, afirma que o novo Plano Plurianual do governo federal é frustrante porque tudo que ele promete para políticas públicas que valorizam os direitos de negros, mulheres, jovens e indígenas, está inviabilizado pela Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016.

Feministas entregam mais de 80 mil assinaturas contra o PL 5069/2013

Hoje, Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, organizações da Frente Contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto (Frente) e apoiadoras, foram à sessão ordinária da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados entregar a Petição “Você vai aceitar isto?” Hoje com quase 90 mil assinaturas,

NOTA DA ARTICULAÇÃO DE MULHERES BRASILEIRAS – AMB SOBRE OS RUMOS DA REFORMA MINISTERIAL E POSSÍVEL REBAIXAMENTO DA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES, SEPPIR E SDH

Nós, da Articulação de Mulheres Brasileiras – AMB, tornamos pública nossa indignação sobre a forma como vem sendo conduzida a reforma ministerial em curso e os retrocessos que apontam. A grave crise que atravessamos deve ser enfrentada em diálogo com as forças sociais que historicamente vem lutando em defesa dos direitos, da democracia e da

Nilma Gomes será a ministra do novo Ministério da Cidadania

A ministra Nilma Gomes (Igualdade Racial) assumirá o novo Ministério da Cidadania, que vai reunir as secretarias das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. Integrantes do PT afirmaram que a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) chegou a ser convidada, na noite de ontem, quinta-feira, para exercer a função, mas disse que precisava consultar a família

Movimentos de mulheres se manifestam contra o fim da SPM

As notícias sobre a reforma ministerial são desanimadoras. A proposta é que a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) e a Secretaria Geral da Presidência sejam fundidas em um Ministério da Cidadania. Para os movimentos de mulheres, a

PLC 5069/2013, que retira de direitos de vítimas de abuso sexual, é retirado da pauta da CCJ

Proposta restringe atendimento no SUS a vítimas de violência sexual, obrigando-as a registrar ocorrência e fazer exame no IML antes de serem acolhidas em unidades de saúde, além de mudar a concepção de violência sexual. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal aprovou requerimento da deputada federal Erika Kokay (PT-DF) pela retirada