Lançamento de livros

Debate com feministas da América Latina terá transmissão online

O 8 de Março de 2017 ficou na história da movimentação das mulheres em todo o mundo, como um grito por liberdade, pela garantia de direitos e pela luta por um mundo onde as desigualdades e a opressão não sejam marcadores dos corpos e das vidas das mulheres. E este também é o ano do XIV Encontro

Breve levantamento sobre a situação das mulheres negras em Pernambuco

Para contribuir com a luta das mulheres negras, em Pernambuco e no Brasil, na difícil ação de denúncia e enfrentamento ao racismo, o SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, compilou e colocou à disposição este breve levantamento das Condições de Vida das Mulheres Negras em Pernambuco. A publicação é resultado da luta do

SOS Corpo lança livro sobre teorias materialistas do patriarcado

O SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, de Recife, Pernambuco lançará na próxima sexta, 8 de abril de 2016, uma publicação com a contribuição de feministas materialistas para o debate sobre o patriarcado. O livro “O Patriarcado Desvendado. Teorias de três feministas materialistas – Collete Guillaumin, Paola Tabet, Nicole-Claude Mathieu” é resultado de

Relações mediadas digitalmente são tema da nova Revista Pagu

Percursos digitais: corpos, desejos, visibilidades – Cadernos Pagu n.44 jan./jun. 2015 organizado por Iara Beleli e Richard Miskolci Por Carolina Branco Nos últimos dez anos, computadores portáteis, smartphones, tablets, ganharam importância na vida das pessoas, que trabalham, se socializam e, inclusive, flertam e criam relações amorosas por meio deles. No mês de comemoração dos 20

“Pelas Mulheres Indígenas” é disponibilizado para download

O livro “Pelas Mulheres Indígenas” foi fotografado e desenhado por mulheres indígenas de oito etnias do Nordeste brasileiro, e traz relatos sobre suas vidas, seus sonhos e sobre o ser mulher indígena hoje. Ele é o resultado do projeto com mesmo nome que está implementando uma formação contínua sobre direito das mulheres, com mulheres indígenas

Almanaque D’Elas é lançado em versão eletrônica

Um Almanaque para levar leitoras e leitores a uma outra dimensão: a do feminismo. Como parte da campanha “Ah! Então sou feminista”, o Almanaque é uma proposta original e bastante eficaz: traz um conjunto de textos, curiosidades, imagens, tiras, jogos e entretenimento que fazem um passeio pelo mundo que o feminismo quer para todas nós.

Entrevista com Débora Diniz sobre seu novo livro, que revela os detalhes da vida das mulheres atrás das grades

Em entrevista ao El País, Débora Diniz fala da sua experiência com a pesquisa que deu origem ao livro. A antropóloga, professora da Universidade de Brasília, passou seis meses frequentando, quase diariamente, da manhã até à noite, o PFDF – Presídio Feminino do Distrito Federal (popularmente conhecido como Colmeia), situado no Setor de Chácaras da

Ativista do feminismo negro Lélia Gonzalez é a homenageada do Projeto Memória

“Lélia Gonzalez: O feminismo negro no palco da história”, a nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil, será lançada no CCBB do Rio de Janeiro No Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), terça-feira, 24/02, foi realizado o lançamento da nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil

Manifesto Contrassexual, de Beatriz Preciado, é lançado no Brasil

Considerada uma das principais obras sobre gênero e sexualidade deste século, livro propõe a substituição da “natureza”, que sujeita uns corpos a outros, pelo contrato da contrassexualidade onde os corpos não mais se reconheceriam como “homens” ou “mulheres” Por Marcelo Hailer, para Revista Fórum. […] Infelizmente, o Manifesto Contrassexual chega com 13 anos de atraso

Copa 2014: gol contra para as mulheres

Estudo do SOS Corpo mostra como mundial de futebol impactou negativamente a vida das mulheres pernambucanas Por Ludimilla Carvalho ​ Aumento no tempo de deslocamento entre casa e trabalho. Medo ao transitar em ruas pouco movimentadas e escuras. Perda de moradias. Aumento de casos de violência e exploração sexual de meninas e mulheres. Problemas que