Feminismo com quem tá chegando: ações presenciais movimentam coletivos

Feminismo com quem tá chegando: ações presenciais movimentam coletivos

Ações presenciais em cinco regiões brasileiras são o diferencial da mais nova edição do Curso Feminismo com quem tá chegando. Articulando educação feminista à distância e encontros nas localidades das participantes, esta edição tem inovado no formato dos cursos disponibilizados pela Universidade Livre Feminista, juntamente com suas parceiras.

Visando contribuir com o fortalecimento da auto-organização dos 15 coletivos de mulheres envolvidos, o curso propõe atividades coletivas que têm aprofundado as questões e conteúdos do curso on-line, estimulando a reflexão crítica entre as mulheres e articulando os conteúdos com as realidades de cada coletivo. Os encontros estão acontecendo em cidades como Porto Alegre, Rio de Janeiro, do Agreste de Pernambuco, Parintins, Manaus, Distrito Federal, São Paulo, Natal e Belém, entre outras.

Construção de linhas do tempo do feminismo, debates, estudo coletivo, música, dança e momentos de acolhimento e solidariedade são alguns destaques deste processo, elementos da pedagogia feminista que têm sido vivenciados pelas participantes.

– Foi um momento lindo, onde pudemos nos conhecer melhor, trocar experiências e aprender como as histórias passadas afetam diretamente nossas lutas e nossas vivências até hoje, afirmou Bibiana Serpa sobre a linha do tempo construída coletivamente no primeiro encontro do coletivo Agora Juntas, no Rio.

Francy Junior, do Fórum Permanente de Mulheres de Manaus conta como foi um dos momentos do primeiro encontro: Se o feminismo fosse uma música, qual seria?

– E fomos viajando nas músicas, citações de letras de poemas cantados, como duas músicas do Maracatu Baque Mulher, Kell Smith, Liniker, Elza Soares, Simone, Nina Oliveira e outras. Letras marcantes como das Rap Marian – AM e cantadas por Simone.


Encontro presencial do Fórum Permanente de Mulheres de Manaus

Metodologia e realização

O curso Feminismo com quem tá chegando 2018 terá um formato semipresencial, com etapas pela internet (realizadas na Plataforma da Universidade Livre Feminista) e encontros presenciais (realizados pelos coletivos parceiros em seus respectivos estados). Como sempre, o elemento central de nossos processos de formação é o debate de ideias, partindo das vivências e das experiências de vida das participantes, fazendo “provocações” que estimulem a reflexão crítica e o livre pensar, mas também trazendo subsídios teóricos para aprofundar os conhecimentos.

O curso “Feminismo com quem tá chegando 2018” faz parte do projeto “Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática”, desenvolvido pela Universidade Livre Feminista, CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria, em consórcio com a ABONG, CAMP e CESE e financiado pela União Europeia. Ele é desenvolvido pela Universidade Livre Feminista, em conjunto com CFEMEA e com a parceria do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia e da CUNHÃ – Coletivo Feminista. Conta ainda com as parcerias locais dos seguintes coletivos de mulheres: Agora Juntas/RJ, AMB Candanga/DF, Articulação de Mulheres do Amapá-AMA, Articulação de Mulheres Brasileiras-SP, Articulação Parintins Cidadã/AM, Coletivo de Mulheres Casa Lilás/PE, Coletivo de Mulheres do Calafate/BA, Fórum de Mulheres do Agreste Setentrional/PE, Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense, Fórum Permanente de Mulheres de Manaus, Fórum de Mulheres do Pajeú/PE, Grupo Inclusivas/RS, Liga Brasileira de Lésbicas/RN, Maria Mulher/RS, Movimento Ibiapabano de Mulheres-MIM/CE.


Linha do tempo – Agora Juntas, Rio de Janeiro


Atividade presencial do Coletivo de Mulheres do Calafate/BA


Momento de estudo no Fórum de Mulheres do Agreste/PE


Segunda atividade presencial do Grupo Inclusivas/RS


A ciranda aproxima e movimenta as mulheres do MIM-CE


Envolvimento coletivo na AMB Candanga

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>