#leia mulheres, a Universidade Livre Feminista embarcou na ideia

#leia mulheres, a Universidade Livre Feminista embarcou na ideia

No início de 2014, a escritora Joanna Walsh propôs o projeto #readwomen2014 (#leiamulheres2014), para incentivar a leitura de livros escritos por mulheres. A iniciativa parte da constatação da que os livros escritos por mulheres não tem a mesma visibilidade que os escritos por homens, o que prejudica o sucesso das escritoras e torna a literatura menos plural.
A ideia se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil pelas mãos de Juliana Leuenroth e Michelle Henriques. Todo mês, elas fazem um clube de leitura na Blooks livraria do Rio de Janeiro, o #leiamulheresrio.
O encontro é aberto à todos e divulgado pelo facebook. O tema é escolhido pelo grupo e a lista de três sugestões de livros é elaborada pelas organizadoras e submetida a votação. Com o livro escolhido, é criado o evento para o mês seguinte.

Essa e outras iniciativas, como a #Kdmulheres?, podem mudar o cenário da literatura atual, que ainda exclui muito as mulheres.

E temos uma ótima notícia: o clube já está se espalhando pelo país. O #leiamulheres já tem encontros marcados para Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba e em breve deve começar em outras três cidades! Para saber mais, acesse o site leiamulheres.com.br.

Quando nós conhecemos a ideia, achamos tão incrível que queremos que ela cresça e se espalhe pelo país. Então se você não mora nessas cidades, não tem problema. A partir de hoje, vamos publicar toda semana aqui no site e nas nossas redes sociais uma sugestão de livro escrito por uma mulher.

Queremos fazer parte desse movimento que vai tornar a nossa literatura mais plural e representativa da nossa sociedade. Vamos juntas?Sempre que compartilharem a ideia, não se esqueçam da hashtag #leiamulheres.

Se tiverem dicas, sugestões, dúvidas, entrem em contato com a gente pelo contato @feminismo.org.br.

Como hoje é dia 25 de julho, dia da escritora e também da mulher afro latino-americana e caribenha, nós aproveitamos para dar o pontapé inicial com uma sugestão incrível. Ficou curiosa? Leia AQUI.

leiamulheres

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

1 × 4 =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>