MACHISMO MATA: Alemanha condena pai por "assassinato de honra"

MACHISMO MATA: Alemanha condena pai por "assassinato de honra"

Curdo de 50 anos considerou que filha manchou honra da família por não ser virgem

Um dos acusados (com o rosto coberto) do "assassinato de honra" de jovem alemã conversa com advogado durante julgamento nesta terça-feira (29)

Um tribunal de Kleve, no oeste da Alemanha, condenou nesta terça-feira (29) à prisão perpétua um curdo de 50 anos por induzir ao "assassinato de honra" da filha, de 20 anos.

Já o autor do crime, o irmão gêmeo da vítima, deverá cumprir nove anos e seis meses de prisão.

Segundo a sentença, o pai da jovem é o principal culpado, uma vez que ordenou ao filho que assassinasse a irmã. O crime foi cometido junto com com um homem azerbaijano, de 37 anos, condenado a sete anos e meio de prisão.

O pai considerava que a filha havia manchado a honra da família por não ser virgem e ter abortado em segredo.

O assassinato aconteceu em março, quando o irmão e seu cúmplice levaram a jovem a um pátio interno, onde a agrediram e mataram.

O tribunal considerou os três culpados do assassinato, em maior e menor grau, e ditou as penas após o pedido feito pela promotoria.

Em fevereiro, a Justiça alemã já havia ditado uma condenação à prisão perpétua por outro "assassinato de honra" semelhante, nesse caso contra um alemão de origem afegã de 24 anos, que apunhalou a irmã de 16 anos por esta ter adotado um modo de vida ocidental.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

cinco × cinco =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>