Virada feminista online debate a legalização do aborto na internet

Virada feminista online debate a legalização do aborto na internet

Mídias, pesquisadoras e organizações realizam, dia 28, quarta-feira, a partir das 9h da manhã a Virada Feminista On-line pela Descriminalização do Aborto na América Latina e no Caribe. Serão 24 horas de debate em alusão ao Dia de Luta pela Descriminalização do Aborto na América Latina e no Caribe. Além da discussão ao vivo, serão postados textos imagensrelacionadas aos direitos sexuais e reprodutivos.
As transmissões vão ocorrer na página de cada participante. A atividade tem o nosso apoio e durante todo o dia vamos dar atualizações sobre as atividades no nosso facebook: www.facebook.com/universidadelivrefeminista .

No twitter e no facebook digite #PrecisamosFalarSobreAborto para encontrar as postagens.

Acesse o evento no Facebook.

:::::::::::::::::::…..PROGRAMAÇÃO…..::::::::::::::::
◥ 00:00h – Djamila Ribeiro é mestre em filosofia política, Secretária Adjunta de Direitos Humanos de SP, colunista na Boitempo Editoral e Carta Capital: “A interseccionalidade necessária para discutir direitos sexuais e reprodutivos”.
http://bit.ly/2dlig78
◥ 00:30h – Kel Campos é advogada, feminista, fã de cinema e blogueira que escreve no Ativismo de Sofá e Mulheres notáveis: “Aborto no cinema: análise de filmes, personagens e realidade da criminalização.”
http://bit.ly/2cwtDU3
◥ 00:30h – Revista AzMina é uma publicação digital e gratuita, cujo objetivo maior é contribuir para a redução das desigualdades de gênero no Brasil: “Legalização e descriminalização do aborto: como tudo está interligado.”
http://bit.ly/2ddpVPB
◥ 01:00 – Ana Paula Xongani é designer e empresária, estilista da Xongani Moda Afro.
◥ 02:00h – Karina Buhr é cantora, compositora, percussionista, ilustradora e atriz.
http://bit.ly/2cX8llq
◥ 03:00h – Renata Corrêa é escritora, roteirista e idealizadora do documentário Clandestinas & Clara Averbuck é escritora, fundadora do site Lugar de Mulher. Seu último romance é Toureando o Diabo: “Ficção versus vida real – a representação do aborto na mídia e no imaginário social.”
http://bit.ly/2cyjWcy
http://bit.ly/2d0xm2j
◥ 03:30 – Conexão Feminista. Heloisa Righetto, de Londres, abordará o tema na página do projeto que discute feminismo.
http://bit.ly/2dbhLtq
◥ 06:00h Debora Diniz é antropóloga, professora da UNB, pesquisadora da Anis – Instituto de Bioética: “Eixos da Ação Civil Pública encaminhada ao STF: isto é sobre os Direitos Humanos das Mulheres.”
http://bit.ly/2d3H5lZ
◥ 07:00h Maria Teresa Blandon (Nicaraguá) é Professora e pesquisadora, integrante do movimento feminista da Nicaraguá e coordenadora do Programa Feminista La Corriente: “Maternidade voluntária e aborto”.
◥ 07:30h Anadilza Maria Paiva é Coordenadora do Eixo de Enfrentamento à Violência contra a Mulher do Cunhã Coletivo Feminista: “Aborto clandestino e a criminalização das mulheres”.
◥ 08:00h – Juliana Guarany, criadora da plataforma colaborativa que documenta projetos feministas pelo mundo. O FemMap surgiu para divulgar e conectar projetos semelhantes, que podem se ajudar: “Projetos relativos a aborto que estão na plataforma colaborativa”.
http://bit.ly/2dmfVZH
◥ 08:30h Paula Viana é Secretaria Executiva Colegiada no
Grupo Curumim (PE): “Qualidade da assistência médica no ◥ serviço de abortamento legal”
http://bit.ly/2de6jic
◥ 09:00h ONU Mulheres – Entrevista Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil.
http://bit.ly/2d0yOle
◥ 09:30h Catarinas é um portal de jornalismo especializado em gênero, feminismos e direitos humanos. Vai discutir o tema “Criminalização do aborto e cultura do estupro”
http://bit.ly/2dtR3ey
◥ 10:00h – Revista Galileu, repórter Isabela Moreira: “descriminalização do aborto: compreendendo o assunto em dados, recortes e infográficos”
http://bit.ly/2d0zpmZ
◥ 10:30h Gabriela Cunha -Advogada e mestre em Direitos Humanos pela Universidade de Estrasburgo, Coordenadora da CLADEM Brasil (2014/2016): “Número de Mulheres presas por aborto e as consequencias dessas prisões em suas vidas.”
◥ 11:00h Marcia Tiburi é filosofa, escritora, colunista da Revista Cult: “As faláceas que adoram contar sobre a questão do aborto”
http://bit.ly/2dmi9sm
◥ 11:30h – Carol Patrocinio é jornalista, feminista interseccional e fundadora da Comum: “Métodos contraceptivos: é esse seu argumento contra o aborto?”
http://bit.ly/2dwt7dx
◥ 12:00h – Jaqueline Gomes de Jesus é Professora do Instituto Federal do Rio de Janeiro e psicóloga com doutorado em Psicologia Social e do Trabalho pela Universidade de Brasília: “Direitos sexuais e reprodutivos das pessoas trans.”
http://bit.ly/2cyjNWm
◥ 13:00h Thalma de Freitas é Atriz, Cantora, Compositora, Mãe: “Esse Corpo é Meu – sobre autoridade em relação a própria vida. . A favor do aborto sem culpa.”
http://bit.ly/2cwxaS7
◥ 13:00h Laura Molinari é ativista feminista pelo direito ao aborto fazendo parte do grupo Finadas do Aborto, que faz performances e instalações sobre esse assunto. Trabalha como coordenadora de ativismo da rede Meu Rio: “Novas estratégias dos movimentos contra a legalização do aborto no Brasil e minha experiência debatendo com o grupo “Brasil sem Aborto”.
http://bit.ly/2dwta99
◥ 13:30h Ana Lucia Keunecke é advogada, co-fundadora e Diretora Jurídica da Associação Artemis, ativista dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres: “O aborto já está previsto legalmente diante dos tratados internacionais assinados e ratificados pelo Brasil.”
http://bit.ly/2cwwigp
◥ 14:00h Eliana Oliveira e Amarilis Costa do Preta e Acadêmica, Coletivo de feminismo negro que busca dar visibilidade e combater o racismo, o machismo e outras formas de opressão nos espaços educacionais, particularmente, nas universidades: “Realidade: aborto e experiências na ilegalidade.”
◥ 14:30h DJ Luana Hansen e Drika Ferreira são rapers, feministas e lésbicas de Pirituba-SP: “Experiências na música: como é o cotidiano de cantar rap feminista falando sobre aborto.”
http://bit.ly/2dlAXHQ
◥ 15:00h Carla Gisele Batista é graduada em História, mestre em estudos interdisciplinares sobre mulheres, gênero e feminisno pela UFBA. Educadora popular, pesquisadora e ativista. Faz parte do Comitê Impulsor da Frente pela Legalização do Aborto e da AMB: “Um panorâma sobre a questão do aborto na América Latina e em outros países. ”
◥ 15:30h Maru Casanova (Uruguai) é cientista políta e jovem ativista feminista. Integra MYSU- Mujer y Salud en Uruguay como pesquisadora no Observatório de Saúde Sexual e Reprodutiva: “Avanços e desafios: a implementação dos serviços de abortamento legal no Uruguai.”
http://bit.ly/2dlAghq
◥ 15:30h Olímpio Moraes é Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco, Médico Obstetra, Gestor Executivo da Maternidade da Encruzilha – Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (CISAM) da Universidade de Pernambuco (UPE): “As diferenças entre aborto seguro e aborto inseguro”
◥ 16:00h Brasil de Fato entrevista Regina Soares Jurkewicz da equipe de coordenação de Católicas pelo Direito de Decidir – Brasil; doutora em Ciências da Religião pela PUC-SP.
http://bit.ly/2dbhwP1
◥ 16:00h Maternativa é um espaço para gerar conteúdo, compartilhar informações, proporcionar trocas e experiências relacionadas ao trabalho materno: “Rasgando mitos sobre a legalização do aborto”.
http://bit.ly/2dmyFUC
◥ 16:30h Mari Varella é formada em Ciências Sociais e feminista ativista. Trabalha como editora do site Drauzio Varella e colunista da página Quebrando o Tabu, entre outras. Escreve o blog Chorumelas – Por Mariana Varella.: “Complicações do aborto inseguro: uma comparação com o aborto legal.”
◥ 17:30h Silvia Camurça é educadora do SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, integrante do Fórum de Mulheres de Pernambuco e da Articulação de Mulheres Brasileiras:
“As razões do patriarcado para punir o aborto”
◥ 18:00h Bruta Flor Coletivo Feminista atua desde 2012 em Campina Grande-PB desenvolvendo ações coletivas juntamente a outros grupos feministas e de direitos humanos, acompanham casos de violência contra mulher e atualmente trabalham com o acesso à informação das mães de crianças com sindrome congênita de Zika no ambulatório do Hospital Municipal Pedro I: “A questão do aborto na Paraíba e a epidemia de Zika vírus.”
http://bit.ly/2cFS1FN
◥ 18:00h Madalenas Rio é um grupo de teatro feminino e feminista que se originou a partir das técnicas do Laboratório Madalenas – Teatro das Oprimidas: ” Aborto e Afeto”
◥ 18:30h Luka Franca é Jornalista e militante do movimento feminista e negro: “Legalização do aborto e maternidade”
http://bit.ly/2cQdk58
◥ 18:30h Lado M é um site que produz conteúdo para promover o empoderamento feminino: “Como exercer empatia com a mulher que aborta.”
http://bit.ly/2d0PclX
◥ 19:00h Dra Melania Amorim é Médica Ginecologista Obstetra, MD, PhD, Pesquisadora, Professora, Feminista e Ativista dos Direitos sexuais e reprodutivos: “A importância de compreender o aborto como problema de saúde pública e a sua necessidade fundamental de legalização para redução da morbidade e mortalidade materna.”
https://goo.gl/ln2Z6I
◥ 19:30h Think Olga. Luíse Bello, gerente de conteúdo da Olga, entrevista Fabiana Paes,´Promotora de Justiça no Ministério Público de São Paulo.
https://goo.gl/ea1fET
◥ 20:00h Coletivos feministas do Rio de Janeiro farão um cortejo em memória das Mulheres Mortas por Aborto Clandestino.
https://goo.gl/6EzR7P
◥ 20:00h – Amelinha Teles é diretora da União de Mulheres de São Paulo, coordenadora do Projeto Promotoras Legais Populares, integra a Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos: “De 1964 à 2016: avanço do fundamentalismo e recrudescimento do conservadorismo contra os Direitos Humanos das Mulheres”
◥ 20:30h Mulheres de Buço é um coletivo formado por sete artistas que se experimentam em várias áreas das artes. Juntas há 3 anos, abordam questões de sexualidade, corporiedade, autonomia feminina, exposição e aceitação do próprio corpo, entre outros: “Aborto em primeira pessoa – experiência nas manifestações feministas dos últimos anos e depoimentos de mães e amigas que abortaram.”
https://goo.gl/i4S1GW
◥ 20:30 Rede Feminista de Juristas é formada por mulheres das mais diversas áreas do mundo jurídico e que lutam por um Direito mais justo, democrático e inclusivo: “Perspectiva jurídica e médica: considerando os acordos internacionais ratificados no Brasil em um bate -papo com advogadas da DeFEMde e com Dra. Ana Amorim.”
◥ 21:00h Silvia Badim é Professora adjunta da UnB, coordenadora dos direitos das mulheres da Diretoria da Diversidade da Universidade de Brasília e feminista: “Acesso ao aborto legal nos casos de violência sexual: ainda um desafio”
◥ 21:30 MinasNerds é uma iniciativa formada por mulheres que produzem e consomem literatura, games, quadrinhos, RPG e tudo que engloba a cultura Geek /Nerd e Cultura Pop em geral. “Nerds explicam: aborto e legislação
◥ 22:00h Silvia Ferreira é Profa. da Escola de Enfermagem da UFBA, pesquisadora feminista do GEM e NEIM- Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher: “Aborto: Uma questão de saúde pública. Uma questão de direito das mulheres. ”
◥ 22:30h Jo Batista é socióloga e colaboradora do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA).
◥ 23:00h Debora Baldin do Canal das Bee, é militante feminista, LGBT e tem 23 anos, integrante do Canal das Bee. É formada em Relações Internacionais pela PUC-SP em 2015, pretende mudar o mundo, ou pelo menos fazer seu público pensar e rir um pouco: “Movimento LGBT e descriminalização do aborto: porquê devemos estar juntxs nessa luta?”
◥ 23:30h Maíra Kubík Mano é doutora em Ciências Sociais pela Unicamp e professora do departamento de Gênero e Feminismo da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Pesquisa a participação e representação política das mulheres: “Parece legal mas é cilada: Um olhar apurado sobre o PL 5654/2016.”
◥ 24:00h Vulva Revolução é um blog que trata de assuntos diversos a partir de uma perspectiva feminista: “Análise e panorama do debate sobre aborto no Brasil com comentários sobre a SUG15”

14446035_10209684953101532_3457889941053347904_n

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

dezenove − onze =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>