Literatura

A literatura erótica como emancipação feminina

Texto de Bruna Escaleira no Think Olga. Já parou pra pensar em quem propõe as ideias que você lê, escuta ou vê por aí? De acordo com um estudo sobre literatura brasileira atual, mais de dois terços (72,7%) dos escritores são homens. Na pesquisa A personagem do romance brasileiro contemporâneo (1990 – 2004), a crítica

Me gritaram negra, poema de Victoria Santa Cruz

Em 21 de março de 1960, em Joanesburgo, na África do Sul, 20.000 pessoas faziam um protesto contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a portar um cartão que continha os locais onde era permitida sua circulação. Porém, mesmo tratando-se de uma manifestação pacífica, a polícia do regime de apartheid abriu fogo

Convite especial para escritoras feministas no Encontro Feminista Latino-americano

E comissão de Cultura e Contra-cultura convida as escritoas feministas da América Latina e Caribe para participar do debate “Diálogos Literários: as escritoras do século XXI, que será realizado nos dias 22 e 23 de novembro, no XVIII Encontro Feminista Latino-americano e do Caribe. O espaço será destinado ao intercâmbio de ideias, sonhos e metas

O ato de colonizar está na mente

Ela é a primeira mulher a lançar um romance em Moçambique; na juventude foi militante do Partido Frelimo, que lutou pela independência do país; é atuante no movimento feminista do país; e possui uma espiritualidade marcante. Ela é Paulina Chiziane Por Douglas Freitas e Marcelo Hailer, da Bastião para Revista Fórum. Acesse entrevista completa AQUI.

Americanah, lançamento de literatura feminista

Você conhece Chimamanda Ngozi Adichie? Se não, deveria conhecer. A escritora nigeriana tem sido uma importante voz feminista na literatura e ficou ainda mais famosa quando a Beyoncé usou parte do seu discurso na música Flawless. Recomendamos muitíssimo que você veja Chimanda falando sobre feminismo para o TEDx, e também sobre o perigo da história