Artivismo

[RJ] Curso Da Presença Feminina à Arte Feminista começa em junho

Acontece em junho, no Rio de Janeiro, um curso sobre a arte feminista no Brasil. Conduzido pela feminista Nataraj, o curso percorre a história social, os discursos, trajetórias e as produções artísticas de mulheres, para formar um panorama da arte no período moderno e seus diálogos com a contemporaneidade. É possível falarmos de arte feminista

[RJ] Hoje o Laboratório Roque Pense! apresenta Feira de Cultura Feminista

Participantes da Oficina de Produção Cultural produzem, hoje, dia 20 de abril de 2016, o evento “Pense! Feira de Cultura Feminista”, no encerramento do projeto O Laboratório Roque Pense! aconteceu durante todo o mês de abril, na cidade de Duque de Caxias, integrando cinco encontros que debateram Feminismo e Produção Cultural, partindo da experiência do

Selos feministas para o Telegram

Com o problema no whatsapp semana passada, muita gente aproveitou para conhecer o Telegram, outro serviço de mensagens. Como gostamos do Telegram, porque apesar de ser comercial ainda é mais seguro, nós aproveitamos para criar um pacote de selos feministas e incentivar ainda mais o uso do aplicativo. Para baixar, o link é https://telegram.me/addstickers/selosfeministas2 Bom

#Agoraéquesãoelas

Essa semana começou um novo movimento denominado #Agoraéquesãoelas, uma campanha na qual diversos homens cedem espaços das suas colunas em grandes jornais e portais na internet para que mulheres ativistas feministas possam falar da sua luta. Essa campanha é mais adquire grande repercussão por pautar a importância das mulheres terem voz na sua luta cotidiana

#leiamulheres especial mulheres lésbicas: Fun Home, Alison Bechdel

Nas últimas semanas, nós embarcamos na ideia de incentivar a leitura de livros escritos por mulheres. Fizemos uma série de indicações de livros de escritoras negras. Agora, aproveitando o embalo da Semana da Visibilidade Lésbica, vamos dar algumas dicas de livros escritos por mulheres e que tem personagens lésbicas como protagonistas da trama. A nossa

Contribua com a relação do filme “Formigueiro: a revolução cotidiana das mulheres”

O documentário independente Formigueiro – A Revolução Cotidiana das Mulheres,que faz um registro audiovisual da mobilização de mulheres em todo o país em defesa de autonomia total sobre suas escolhas e contra a violência, chega agora à reta final de produção. Para concluir a obra, a equipe – 100% formada por mulheres – conta agora

#leiamulheres especial mulheres negras: Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie

Chimamanda Ngozi Adichie é uma das jovens vozes de destaque da literatura norte-americana. Seu posicionamento crítico em relação à visão que o país tem sobre a África, assim como seu engajamento nas lutas feminista e antirracista tem chamado atenção pelo mundo. Seu último romance lançado no Brasil, Americanah, já é sucesso de vendas. É um

#leiamulheres especial mulheres negras: “Água de Cabaça”, de Elizandra Sousa

Lançado em outubro de 2012, a obra com 137 páginas, “Águas da Cabaça” é o novo livro da poetisa Elizandra Souza. Com ilustrações de Salamanda Gonçalves e Renata Felinto, a obra faz parte do projeto ‘Mjiba – Jovens Mulheres Negras em Ação’ e reúne textos de sete mulheres negras em diferentes protagonismos. E é nessa

#leiamulheres especial mulheres negras: “Amada”, Toni Morrison

Amada é o livro mais conhecido da escritora americana Toni Morrison, eleito em 2006 pelo New York Times a obra de ficção mais importante dos últimos 25 anos nos Estados Unidos. Amada nos apresenta a história de Sethe, uma ex-escrava que foge de uma fazenda em Kentucky em direção à casa de sua sogra Baby

DJ Luana Hansen lança música sobre as mulheres negras

A composição foi feita especialmente para a Marcha das Mulheres Negras, que acontecerá em novembro. Negras em marcha é uma homenagem às mulheres negras que ao longo da história resistiram à opressão do machismo e do patriarcado. Luana Hansen é raper, feminista e negra e tem várias músicas sobre as lutas feministas. Entre elas, Ventre