Mulheres na História

82 anos antes de Dilma, Alzira Soriano abriu espaço feminino no Executivo

Marília Juste e Mirella Nascimento – G1, em São Paulo Em 1928, Alzira foi eleita prefeita no RN, a primeira da América Latina. Confira histórico das primeiras mulheres no comando da política nacional.

Luta, substantivo feminino

ABONG * Adital – Desde que a ditadura militar brasileira acabou (1985), grupos de direitos humanos e entidades que reúnem ex-presos(as) políticos(as) e familiares de mortos(as) e desaparecidos(as) se esforçam por reconstruir a história deste triste período. Este esforço é muitas vezes prejudicado pela falta de informações oficiais sobre o funcionamento e ações dos órgãos de

Lançamento do livro “Luta, substantivo feminino” emociona e lota auditório na PUC-SP

Com a presença dos ministros Paulo Vannuchi e Nilcéia Freire, as Secretarias de Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres da Presidência da República, em parceria com a Caros Amigos Editora, lançaram, nesta quinta-feira (25), na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), o livro “Luta, substantivo feminino: histórias de mulheres torturadas, desaparecidas e mortas

DIA INTERNACIONAL DA MULHER – Cobertura, fatos e controvérsias

Por Adriana Jacob Carneiro – Observatório da Imprensa em 16/3/2010 A origem histórica do Dia Internacional da Mulher, data que possui significativa importância na luta pelos direitos das mulheres, vem sendo sistematicamente distorcida no Brasil. A cada ano, a cobertura midiática feita no país confirma o quanto a falta de uma apuração aprofundada tem o

Anna Nery entra para o Livro dos Heróis da Pátria

Christina Machado – Repórter da Agência Brasil Brasília – O Diário Oficial da União de hoje (3) publica a lei que inscreve a enfermeira brasileira Anna Justiça Ferreira Nery (Anna Nery) no Livro dos Heróis da Pátria. O livro está depositado no Panteão da Liberdade e da Democracia, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

‘Memórias insubmissas’ revê o real papel das mulheres na luta pela democracia no país

“Ainda que velhinhas, estamos aqui”. Foi assim que Maria Amélia de Almeida Leite, a Amelinha, da União de Mulheres de São Paulo, finalizou seu depoimento no evento “Memórias insubmissas: mulheres, ditaduras militares, Anistia” realizado na Unicamp na quinta-feira (29). Presa por duas vezes durante o regime militar, Amelinha, juntamente com a família, conseguiu há um

Há 60 anos, a francesa Simone de Beauvoir revolucionava o mundo com seu pensamento

 O lançamento do livro ´O Segundo Sexo´ é discutido até hoje porque norteou um novo caminho para as mulheres, de poder escolher seu destino. 

MEMÓRIA: Ignez Assumpção, a Selene

Pelas mãos de Dona Ignez, vieram ao mundo milhares de crianças de Salvador. Ela assistia, auxiliava e, mais que tudo, iluminava. Leia a seguir o perfil da primeira parteira diplomada da Bahia

NEAD e Aegre divulgam trabalhos vencedores do Prêmio Margarida Alves de Estudo Rurais e Gênero

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por meio da Assessoria Especial de Gênero, Raça e Etnia (Aegre) e do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (NEAD), divulga os trabalhos premiados na Modalidade Memória e Acervo do Prêmio Margarida Alves de Estudos Rurais e Gênero 3ª Edição.  

A guerrilheira que amava, a flor que lutava

O misto de rebeldia e encantamento gerado em quem conhece a história de uma militante morta na ditadura se transforma no livro“Soledad no Recife”, de Urariano Mota