Mulheres na tecnologia

Nas rodas e nas Redes

Ao longo dos últimos dez anos, a Universidade Livre Feminista tem se dedicado a fortalecer as lutas e movimentos feministas através de processos contínuos de formação on-line, presenciais e semipresenciais, estimulando a produção coletiva de conhecimento e promovendo a comunicação e articulação entre feministas de diferentes partes do Brasil. Essa tem sido uma trajetória de

Mulheres usam hashtag #MeuAmigoSecreto para denunciar comportamentos opressores

Nos últimos dias, mulheres têm utilizado a hashtag #MeuAmigoSecreto nas redes sociais para denunciar a incoerência de homens com comportamento preconceituoso de seus círculos sociais. A campanha traz relatos de todos os tipos: desde homens que se dizem libertários e de esquerda, mas mantêm relacionamentos abusivos com as companheiras ou não se relacionam com mulheres

Tecnologia digital: para mais democracia ou mais controle?

Na última quarta e quinta participamos do evento Diálogos Böll – Ambivalências Digitais: potencializando a democracia, controlando os cidadãos, da Fundação Heirich Boll Stiftung, para debater sobre o uso das tecnologias para aprofundamento da democracia e para controle das pessoas. Na primeira mesa, “Mundo digital e a sociedade civil: possibilidades e desafios”, Jéssika Martins falou

Fundo Elas lança edital para incentivar mulheres nas áreas de ciência e tecnologia

O Concurso “Gestão Escolar para Equidade: Elas nas Exatas”, em parceria com o Instituto Unibanco e a Fundação Carlos Chagas, recebe propostas até 3 de outubro de 2015. Nós, da Universidade Livre Feminista tivemos o prazer de participar do debate para apresentação de sugestões para o edital. Foi incrível, tem tudo pra ser um sucesso!

Donna Haraway e o manifesto ciborgue

Hoje, 6 de setembro, é aniversário Donna Haraway. Biologa e feminista, Haraway é professora de História da Consciência na Universidade da Califórnia, em Santa Cruz. Seus trabalhos influenciaram os chamados Estudos Culturais e Estudos de Mulheres (como a Teoria Literária e Filosofia). Seu trabalho mais famoso é o “Manifesto ciborgue”, originalmente publicado na Socialist Review,