_Entrevista

PL da atenção às vítimas de estupro é inegociável e deve ser sancionado integralmente pela presidenta Dilma

Agência Patrícia Galvão Prazo para sanção ao texto vence dia 1º de agosto. Organizações feministas vêem ataque aos casos de aborto legal já previstos no Código Penal brasileiro na cruzada aberta por entidades religiosas contra a proposta, que não traz nenhuma mudança na legislação em vigor e apenas regulamenta os procedimentos para atendimento hospitalar em

Brasil não protege seus/suas ativistas, afirma entidade

Segundo a Anistia Internacional, o Programa Nacional de Proteção aos Direitos Humanos avança a passos muito lentos e sem diálogo entre os níveis de poder. Marcelo Pellegrini — Carta Capital Em seu relatório anual divulgado nesta quarta-feira 22, a Anistia Internacional criticou a falta de proteção dada pelo Brasil aos seus defensores dos direitos humanos.

Nana Queiroz: Penitenciária feminina e o ‘pacote padrão’

IHU – Unisinos Adital Quinta, 15 de agosto de 2013 “Itens de higiene se tornam moeda de troca dentro dos presídios femininos, tão valiosos quanto cigarros, serviços de manicure e cabelereiro, entre outros”, informa a jornalista. “É internacionalmente reconhecido que o sistema penitenciário feminino brasileiro é inadequado”, afirma a jornalista Nana Queiroz (foto abaixo), responsável pelo

“Projeto é a consolidação do enfrentamento da cultura do estupro no Brasil”

Por Felipe Rousselet – Revista FORUM Jolúzia Batista, socióloga e assessora do CFEMEA (Centro Feminista de Estudos e Assessoria), fala sobre projeto de lei que regulamenta normas para o atendimento de vítimas de estupro e critica religiosos que pressionam a presidenta Dilma Rousseff por veto A presidenta Dilma Rousseff tem até o próximo dia 1º de

Jéssica Balbino fala sobre ser mulher, gorda e feminista

Por Jarid Arraes – Revista Fórum Com a intenção de iniciar uma série de textos e debates sobre gordofobia, padrões de beleza e autoestima, o Questão de Gênero traz hoje perguntas respondidas pela Jéssica Balbino, uma mulher jornalista e feminista de Poços de Caldas que trabalha por Direitos Humanos de diversas formas: seja em sua atuação

Feministas e suas histórias

Pesquisa: resultado de trabalho acadêmico, livro que será lançado no próximo mês revela a biografia de mulheres brasileiras que fizeram história ao atuar em favor do feminismo Karina Fusco karina.fusco@rac.com.br Foto: Edu Fortes/AAN ‘São mulheres (citadas no livro) com histórias de vida interessantes e experiências da inserção política que se saíram muito bem, apesar das

“Francisco significa o aprofundamento do conservadorismo”

Presidente do grupo Católicas pelo Direito de Decidir critica o conservadorismo da Jornada Mundial da Juventude e o financiamento do Estado para a visita do papa por Paloma Rodrigues — revista CARTA CAPITAL – 16/07/2013 Flickr / Randy OHC Basílica de São Pedro, Vaticano A Jornada Mundial da Juventude, que será realizada entre os dias 23 e 28 de

Wiecko: “Na democracia, não se deve temer os movimentos sociais”

Vi o Mundo –  em 12 de maio de 2013 às 20:15 por Conceição Lemes Termina em agosto o segundo mandato de Roberto Gurgel à frente da Procuradoria Geral da República (PGR). Durante os quatro anos de gestão, ele sofreu muitas críticas por sua atuação. A presidenta Dilma Rousseff já tem em mãos a lista tríplice

Barbara Szaniecki: Monstro e multidão – a estética das manifestações.

IHU – Unisinos Adital, 15 de julho de 2013 “As análises mais acertadas nesse primeiro momento foram as dos próprios manifestantes em seus movimentos coletivos e singulares. Apesar da diversidade das demandas, eles visivelmente se reconheceram e se encontraram na crítica aos atuais governantes da nação e gestores das cidades”, diz a pesquisadora. “Se existe

Belleza fatal: Las nuevas caras de la alienación femenina

x Wassim El Golli   Entrevista con Mona Chollet :: Más que una crítica sobre el ansia de belleza, el libro es un estudio exhaustivo sobre los centros de poder donde moda y belleza se encuentran El cuarto libro de Mona Chollet, ‘Beauté fatale – Les nouveaux visages d’une aliénation féminine’ (1), aborda el complejo “moda