_Entrevista

Mães pela igualdade (Entrevista)

Amanda Vieira November 15, 2013 Majú Giorgi, ativista da causa LGBT, é uma mãe com orgulho. Ela faz parte do movimento político “Mães pela Igualdade”, que conta com ativistas (mães e pais) em dez estados do país. O ativismo eh amplo: ela escreve o blog no portal Ig:http://maepelaigualdade.ig.com.br/. No Facebook, administra as páginas “Todos contra a homofobia, a Lesbofobia e a Transfobia”, “Cartazes &

“Projeto é a consolidação do enfrentamento da cultura do estupro no Brasil”

Por Felipe Rousselet – Revista FORUM Jolúzia Batista, socióloga e assessora do CFEMEA (Centro Feminista de Estudos e Assessoria), fala sobre projeto de lei que regulamenta normas para o atendimento de vítimas de estupro e critica religiosos que pressionam a presidenta Dilma Rousseff por veto A presidenta Dilma Rousseff tem até o próximo dia 1º de

Elza Berquó: Guerreira gentil e generosa

Perfil de Elza Salvatori Berquó publicado na Ciência Hoje 305 (julho/ 2013).   VERA RITA DA COSTA Ciência Hoje/SP  Quando se trata de opinar sobre temas relacionados à demografia – fecundidade, saúde reprodutiva, sexualidade, envelhecimento da população e questões de gênero e raça no país –, o nome de Elza Berquó nos vem de imediato.

“Todo mundo sofre quando a democracia fracassa”

André Rodrigues/Gazeta do Povo HOLOCAUSTO  DIEGO ANTONELLI – Gazeta do Povo (Curitiba) – 3/8/2013 Um dos piores massacres da humanidade, que resultou no assassinato de aproximadamente 6 milhões de pessoas, não pode cair no esquecimento. Para Kimberly Mann, diretora do Programa de Holocausto da Organização das Nações Unidas (ONU) desde 2006, o holocausto – termo

Violência contra a mulher: o perigo em casa

23/08/2013 Patrícia Benvenuti BRASIL DE FATO  Para muitas mulheres, o lar não representa segurança nem conforto. Significa, em vez disso, medo e a possibilidade de violências. Uma das questões mais graves para as mulheres, a violência doméstica foi tema de uma pesquisa inédita realizada este ano. De acordo com o estudo “Percepção da Sociedade sobre

“É preciso melhorar a quantidade e a qualidade de personagens femininos”

Atriz e militante pela igualdade de gênero, Geena Davis considera que a indústria da comunicação é discriminatória na hora de retratar as mulheres, simplesmente porque perpetua estereótipos de longa data Por Lydia Lim, da IPS/Envolverde Além de ser atriz de cinema, produtora e roteirista, Geena Davis promove a igualdade de gênero no mundo do entretenimento.

A guinada à direita do PT, vista por Luiza Erundina

publicado em 14 de outubro de 2013 às 5:11 12/10/2013 – Copyleft Erundina: “PT nunca incorporou à sua história a experiência da minha prefeitura” Caio Sarack e Rodrigo Giordano, na Carta Maior O discurso da deputada federal e ex-prefeita paulistana Luiza Erundina ainda hoje reverbera e se atualiza nas ruas. Especialmente o plano de gratuidade

Erundina: ‘Iludi a população e a mim mesma sobre a reforma política no Congresso’

RBA Adital 27/out/2013 Desde 2002, a deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) preside a Frente Parlamentar pela Reforma Política, que tem a intenção de reunir propostas sobre o tema e trabalhar pela tramitação de mudanças na legislação político-partidária no país. Parlamentar respeitada pelos pares e com largo currículo de trabalho na prestação de serviços à população,

Para ascender, mulher tem que ser melhor do que o homem, diz ministra

Paula Adamo Idoeta, da BBC Brasil em São Paulo Atualizado em  9 de outubro, 2013 – 05:25 (Brasília) 08:25 GMT Para ascender profissionalmente, a mulher “precisa ser melhor do que o homem”, diz Eleonora Menicucci, 69 anos, desde 2012 a ministra de Políticas para as Mulheres. Em entrevista à BBC Brasil, Menicucci destaca que, apesar de

Mulher brasileira é vítima de seu próprio machismo, diz historiadora

Paula Adamo Idoeta, da BBC Brasil em São Paulo Atualizado em  7 de outubro, 2013 – 06:45 (Brasília) 09:45 GMT Mary Del Priore é historiadora, professora universitária e autora de obras como História das Mulheres no Brasil (ed. Contexto), vencedor dos prêmios Jabuti e Casa Grande e Senzala, eHistórias e Conversas de Mulher (ed. Planeta), em que acompanha avanços