Direito ao aborto

Rebecca Gomperts, fundadora da Women on Web (antiga Women on Waves) fala sobre a iniciativa de dar orientações online sobre aborto caseiro a mulheres do mundo todo

Em entrevista a Marie Claire, Rebecca Gomperts fala sobre a experiência da ONG Women on Web e o trabalho de ensinar a fazer aborto caseiro via internet, além de comandar ações que burlam leis de muitos países – e já renderam censura em sites como Facebook e Twitter. Por Letícia González, para Marie Claire.

Arte e Política: espaço para abortar na 31a Bienal de São Paulo

Por Nadja Dulci No dia 06 de setembro estive em São Paulo para participar do processo de construção da obra “Espaço para abortar”, proposto pelo coletivo boliviano Mujeres Creando para a Bienal de Arte de São Paulo. O convite para participação desse momento foi feito a diversos coletivos, organizações e movimentos de mulheres brasileiras, para

Semana de luta pela legalização do aborto – O que teve?

2014 O blog 28 dias pela vida das mulheres publicou várias coisas bacanas que vale a pena conferir. Destacamos: “Clandestinas” Misturando ficção e realidade, o documentário mostra relatos de aborto no Brasil. Produzido por comunicadoras feministas, tem como objetivo desmistificar ideias sobre o perfil das mulheres que abortam. A sessão de vídeo do blog tem outras

Blogueiras lançam memes com perfil das mulheres que abortam

As Blogueiras Feministas lançaram uma série de memes com o perfil das mulheres que abortam para a campanha de 28 dias pela vida das mulheres. Neles, algumas informações importantes levantadas nas poucas pesquisas sobre o tema no Brasil, entre elas a Pesquisa Nacional sobre o Aborto: – Embora seja comum a ideia de que o aborto

Entidades e redes aderem à carta da Relatoria de Saúde Sexual e Reprodutiva sobre o Caso Alyne

A Relatoria do Direito à Saúde Reprodutiva da Plataforma Dhesca enviou no dia 10 de agosto de 2012, na data do aniversário da decisão do Comitê CEDAW, carta às autoridades brasileiras solicitando providências imediatas para a implementação das recomendações do Comitê CEDAW pelo governo brasileiro, juntamente com outras entidades parceiras. Na sequência, várias outras organizações

Justiça espanhola transfere para as mulheres a decisão final do aborto

fonte: Comissão de Cidadania e Reprodução UOL Notícias 2/8/2012 O ônus da prova voltará a repercutir sobre as mulheres que abortarem, como no passado. Essa é a filosofia da reforma que o ministro da Justiça, Alberto Ruiz-Gallardón, pretende aplicar, embora em seu entorno se prefira falar em “responsabilidade”. A decisão final será da mulher, mas

Ação de Ocupação Virtual no Dia Mundial de Ação pelo Aborto Seguro e Legal

RETS Originalmente, o dia 28 de setembro tem sido comemorado como o Dia de Ação para a Despenalização do Aborto na América Latina e no Caribe. Entretanto, desde 2011 a Rede Mundial de Mulheres pelos Direitos Reprodutivos (RMMDR) e agora também a Campanha Internacional pelo Aborto Seguro estão tornando o 28 de setembro um dia

MPF/RR quer garantir a vítimas de violência sexual direito à interrupção da gravidez

O Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR), por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, expediu recomendação à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) para que adote medidas a fim de que os estabelecimentos de saúde do Estado cessem a exigência de ordem judicial para a realização da interrupção da gravidez em mulheres vítimas de

Posicionamento do Conselho Federal de Psicologia sobre o Aborto

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) vem a público manifestar sua posição em relação à descriminalização do aborto, tendo em vista publicação de matéria no dia 10 de março de 2012, do jornal Folha de S. Paulo, intitulada “Grupo aprova liberação de aborto com aval de psicólogo” e a aprovação, pelo Supremo Tribunal Federal (STF),

Dilma sanciona projeto que garante atendimento a vítimas de estupro

Do G1, em Brasília Hospitais deverão dar ‘pílula do dia seguinte’ a mulher que sofreu abuso. Presidente sancionou projeto sem vetar nenhum ponto do texto. A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quinta-feira (1º), sem vetos, projeto de lei que determina o atendimento obrigatório e imediato no Sistema Único de Saúde (SUS) a vítimas de violência