Violência contra as mulheres

Na Paraíba mais um feminicídio: nota do movimento feminista

Rap marca nova fase da campanha Boto banca e exijo respeito

Feminismo para o Enfrentamento à violência contra as mulheres

Hoje, dia 2 de dezembro de 2016, realizaremos Logo mais a noite teremos nossa Conferência Feminismo para o enfrentamento à violência contra as mulheres, no Instituto Rose Marie Muraro, Rio de Janeiro. Participarão como debatedoras Nilcea Freire, Vilma Piedade, Eleutéria Amora e Marcelle Decothé. Marcelle Decothé é mulher preta e periférica, feminista negra que luta

Univ. Livre Feminista fará conferência sobre enfrentamento à violência contra as mulheres no Rio

A conferência será gratuita e reunirá ativistas feministas com experiências diversas no tema da violência doméstica contra as mulheres. Estão confirmadas como debatedoras Nilcea Freire, Vilma Piedade, Marcelle Decothé e Eleutéria Amora. Num cenário de golpe, desmonte das políticas de enfrentamento à violência contra as mulheres e dos espaços de participação, refletiremos sobre as estratégias

Boto Banca e Exijo respeito!

A campanha “Boto banca e exijo respeito pelo fim da violência contra as mulheres” tem como objetivo evidenciar as diversas práticas cotidianas de resistência das mulheres a todas as formas de violência e contribuir, a partir de uma perspectiva feminista e antirracista, para o enfrentamento à violência doméstica. Ela faz parte do ciclo de reflexões e debates que a

Diálogos Feministas debaterá o tema da Violência entre diferentes gerações feministas

#nosotrasparamos: mulheres argentinas contra o ajuste fiscal e o feminicidio

Cerca de 300 organizações feministas e sindicais argentinas convocaram uma greve de uma hora nesta quarta-feira (13h-14h), 19 de outubro, contra os feminicídios e o ajuste fiscal promovido pelo governo Macri. Mulheres de todo o país devem sair às ruas aderindo à convocação feita pela hashtag #NosotrasParamos. Feministas chilenas e mexicanas também farão uma série

Mulheres jovens e feminismo: curso online abre inscrições para todo Brasil

25 de novembro, dia de enfrentamento à violência contra as mulheres

O dia 25 de novembro foi declarado Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher, no Primeiro Encontro Feminista da América Latina e Caribe realizado na cidade de Bogotá em 1981, como justa homenagem a “Las Mariposas”, codinome utilizado em atividades clandestinas pelas irmãs Mirabal, heroínas da República Dominicana brutalmente assassinadas em 25 de novembro de

Violência contra as mulheres é tema de redação do ENEM e gera repercussão nas redes sociais