#leiamulheres especial mulheres negras: “Amada”, Toni Morrison

#leiamulheres especial mulheres negras: “Amada”, Toni Morrison

Amada é o livro mais conhecido da escritora americana Toni Morrison, eleito em 2006 pelo New York Times a obra de ficção mais importante dos últimos 25 anos nos Estados Unidos.

Amada nos apresenta a história de Sethe, uma ex-escrava que foge de uma fazenda em Kentucky em direção à casa de sua sogra Baby Suggs, em Cincinnati. Nessa travessia, Sethe dá à luz a Denver com o auxílio de uma mulher que ela encontra no meio do caminho. No início da história já se sabe que o marido de Sethe desapareceu e que ela teve outra filha antes de Denver, a qual está morta. Na lápide do bebê apenas as palavras “Bem-Amada” podem ser lidas, uma vez que Sethe não tinha como pagar mais letras.

Sethe também tem outros filhos, dois meninos mais velhos, que fugiram de casa. Então, logo se vê apenas com Denver e Baby Suggs. Mas a sogra morre, e sua filha caçula se torna sua única companhia na casa mórbida. Durante anos, a casa é atormentada pelo fantasma do bebê de Sethe, até que um dia, Paul D., um dos ex-escravos que moravam com Sethe na fazenda em Kentucky, aparece e afugenta o espírito e tudo permanece tranquilo até que uma jovem, com o nome de “Amada” surge perto da casa, parecendo precisar de ajuda, e logo se torna amiga de todos, conquistando todos ao redor, e logo, mostra que é mais do que aparenta ser.

Amada tem uma estrutura sinuosa, não-linear: viaja do presente ao passado, alterna pontos de vista, sonda cada uma das facetas que compõem esta história sombria e complexa. A curiosidade é que Amada foi inspirado numa história real. Toni Morrison escreveu o livro após ler uma notícia sobre Margaret Garner, em um jornal.

Em 1998, o livro recebeu uma adaptação cinematográfica – A bem-amada -, com Oprah Winfrey no papel principal. Amada ganhou o Pulitzer de 1988 e em 2003 Toni Morrison se tornou a primeira mulher negra a ganhar o prêmio Nobel de literatura.

Sobre a autora

toni-morrison
Imagem: Blog livro e café, que reuniu 10 frases inspiradoras do livro Amada AQUI.

 

Toni Morrison nasceu em Lorain, em Ohio, nos Estados Unidos.Seu nome de registro é Chloe Anthony Wofford. Em 1949, Morrison ingressou na Universidade Howard, onde se formou em Inglês em 1953. Dois anos mais tarde, completou um mestrado em Inglês pela Universidade Cornell, onde apresentou uma tese sobre o suicídio nos trabalhos de William Faulkner e Virginia Woolf. Entre 1955 e 1957, ensinou Inglês na Universidade do Sul do Texas em Houston.

Depois, retornou à Universidade Howard, onde ocupou um cargo de professora. Mais tarde, já trabalhando como editora, ela ajudou a tornar a literatura negra popular nos Estados Unidos, publicando autores como Henry Dumas, Toni Cade Bambara, Angela Davis e Gayl Jones.

Toni Morrison começou a se dedicar à ficção na época em que fazia parte de um grupo de poetas e escritores que se encontravam na Universidade Howard para discutir literatura. Em um dos encontros, a autora apresentou um conto sobre uma garota negra que sonhava em ter olhos azuis. O conto serviu de base para o seu primeiro romance completo, O olho mais azul, publicado em 1970. O livro foi escrito enquanto Morrison dava aulas na universidade e criava os dois filhos pequenos.

Em junho de 2005, a escritora foi agraciada com um diploma honorário de Doutora em Letras pela Universidade de Oxford.Em 2011, a Universidade Rutgers também ofereceu à autora o título honorário de Doutora em Letras. Em março de 2012, Morrison estabeleceu residência no Oberlin College.

Leia mais sobre a autora aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>