#nosotrasparamos: mulheres argentinas contra o ajuste fiscal e o feminicidio

#nosotrasparamos: mulheres argentinas contra o ajuste fiscal e o feminicidio

Cerca de 300 organizações feministas e sindicais argentinas convocaram uma greve de uma hora nesta quarta-feira (13h-14h), 19 de outubro, contra os feminicídios e o ajuste fiscal promovido pelo governo Macri. Mulheres de todo o país devem sair às ruas aderindo à convocação feita pela hashtag #NosotrasParamos. Feministas chilenas e mexicanas também farão uma série de atos em solidariedade.

A motivação é o assassinato brutal da adolescente Lucía Perez, de apenas 16 anos, e a partir das articulações feitas no Encuentro Nacional de Mujeres, realizado em Rosario em os dias 8 e 11 de outubro. Inspiradas pelas experiências de paralisação das mulheres na Polônia e na Islândia, as argentinas reivindicam: “Si mi vida no vale produzcan sin mi” (Se a minha vida não vale, produzam sem mim).

Veja o mapa interativo das mobilizações AQUI.

Leia a matéria do El País sobre o caso.

O #NiUnaMenos em sua convocatória convida “as mulheres a se vestirem de negro e a saírem às ruas para visibilizar a violência e o ajuste econômico que golpeia com mais força as mulheres”. “Com a raiva pelo feminicídio de Lucía en Mar de Plata, pelo ódio de uma mãe que mata sua filha lésbica, pelas adolescentes esfaqueadas em La Boca e com a repressão sofrida no Encontro Nacional de Mulheres em Rosário, chamamos a sair de nossos lugares de trabalho e de nossas casas na próxima quarta, às 13h, para visibilizar os feminicídios e a precarização da vida das mulheres”, convocou Florencia Minici, do #NiUnaMenos.

nosotrasparamos

#NiUnaMenos #NosotrasParamos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

dois × quatro =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>